domingo, 30 de janeiro de 2011

SENSO MORAL

Segundo o professor Yves de la Taille há três aspectos para definir este tema. O primeiro afirma que ninguém nasce bom ou ruim. A moral se desenvolve à medida que o indivíduo amadurece, e isso a vida toda. Porém tal desenvolvimento, por não ser inato, depende de condições sociais favoráveis. Ou seja, que o indivíduo viva em um contexto no qual a moral é, de fato, algo que inspira as relações sociais. É preciso também que ela seja objeto de constante reflexão. No segundo aspecto, resalta que o desenvolvimento moral passa por várias etapas, das quais vai desde a pré-moral, onde o indiuvíduo julga ser concreto aquilo que traz benefícios para si e aquilo que não os traz, mas que leva ao castigo imposto pela autoridade até a moral que é interpretada com valores e princípios cua validade independe de autoridade. Por fim o terceiro aspecto, o ponto de vista afetivo, respeita o outro quem, ao fazê-lo, respeita a si próprio. Fonte: Revista Ciência e Vida - Psique, Ano V nº60, pg.23.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

VALORES - FUNDAMENTOS DA VIDA

Quando procuramos pelo SIGNIFICADO desta palavra, muita coisa podemos atribuir. VALOR como sinônimo de capital, riqueza material. VALOR como resultado de um cálculo matemático, físico ou quimico... VALOR  econômico relacionado a preço, custo benefício, etc. Mas há um atributo muito significativo de uma relevância suprema: VALORES HUMANOS. Estes, cada qual pode elencar segundo sua ordem, não importa qual seja, mas importa que eles estejam presente na vida de cada ser humano. Vejamos eles:


DEUS: Indiferente qual seja o modo que cada pessoa tenha de cultuar, seja monoteísta, politeísta, animista... Cada pessoa precisa ter uma RELIGIÃO - religando seu ser o Ser Superior, divino, supremo, como queira atribuir. Para isso temos uma infinidade de ritos, cada qual com seu valor e preciosidade. Santo Ancelmo de Cantuária - filósofo que escreve o argumento Ontológico sobre o discurso sobre Deus, no qual define alguns atributos, e afirma “o ser do qual não é possível pensar nada maior”. Em fim, humanizar-se significa assemelhar-se ao Criador, para isso devemos sempre buscar este referencial de vida, pois Ele é o fundamento de todos os valores, em plenitude. Há diferentes formas e nomes, mas Ele acolhe todos como Filhos Amados.

FAMÍLIA: A Família é o berço da sociedade, é a célula vida e mãe do corpo social. Sem ela as pessoas ficam perdidas de referenciais. Nossos avós, pais, irmão são as pessoas mais próximas e valiosos que precisamos cuidar com uma planta, frágil, sensível, mas que necessita de muito Afeto, Ternura e Amor. A muitos significados que são atribuidos a família, mas todos devem remeter aos princípios fundamentais do Amor, Respeito, Acolhida, Respeito, Confiança...

CARATER: Diretamente relacionado com a personalidade de cada um, apresentando os traços morais e éticos, a conduda e tudo que se refere ao interior do ser humano. "Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder". (Abraham Lincoln).



HONESTIDADE: É a qualidade das pessoas que são verdadeiras, coerentes com que dizem e fazem. Ser honesto é uma grande virtude a ser cultivada ela garante o respeito, ética e verdade.
“O homem honesto não será desviado do que é digno por coisa nenhuma.” (Séneca)




HUMILDADE: derivado do Latim que significa ser "filho da terra". Ser humilda é qualidade daquele que sabe reconhcer seu potencial e habilidades sem se exaltar perante os outros. Ao contrário, sente-se feliz em ajudar o próximo, colocando-se a serviço.




SOCIEDADE DOS POETAS MORTOS

Assisti mais de uma vez, e vale a pena assistir mais uma, mais outra e outras... Além de excelente ator, Robin Williams demonstra seu papel como Professor Keating, um educador que não está preocupado em formar profissionias que não pensam, reprodutores de conteúdos prontos. Ele é capaz de perceber o potencial incoberto ou sufocado em seus alunos. Como o método da Maiéutica de Sócrates, formar pessoas, não apenas profissionais. Pessoas com valores, caráter, opinião própria, não meros seguidores de interessses, sejam políticos ou particulares. Onde estão estas pessoas hoje, que não tem medo de ensinar, educar, que não se deixam calar pela massa social???

O termo que marcou o filme: "Carpe Diem", ou seja, aproveitem suas vidas. Demonstra também que para "remar contra a maré" imposta pelos padrões não é tarefa fácil, pois pensar criticamente, significa pagar um preço por isso, caro por sinal, no filme expulção do padrão escolar. Na sociedade atual? vário "rótulos" como por exemplo ser honesto na atuação política partidária - certamente será desencorajado a que mude a realidade, o que adianta? dirão!  ou então chamarão de "burro", deveria aproveitar... isso chega ao ponto em que a população desagredita que um outro mundo é possivél. chega-se a afirmar, sempre foi assim e sempre será, quem ainda não ouviu isso por ai?
Não desanimem, pois há muitos profissionais que são tentados a calarem-se, mas sua voz ressoa forte e nada pode segurar quem tem caráter, valores e vontade de tranformar a soceidade em uma lugar melhor.

"Keating incorpora nosso idealismo, nossa pureza de princípios. Os alunos simbolizam a força e a vitalidade do novo, dos elementos de transformação que esperamos venham a transformar esse mundo num espaço muito mais justo, mais equilibrado. Há no entanto, os choques com as forças conservadoras, com a opressão da ordem que não aceita desequilíbrios (mesmo sabendo-se que eles trarão recompensas e melhorias). Nesses confrontos nem sempre o que está por vir é o que gostaríamos que acontecesse.


'Sociedade dos Poetas Mortos' é um filme imperdível para quem ama a educação, para quem alimenta ideais de reformular, para quem tem um profundo respeito e preocupação com essa juventude com que trabalhamos. Discutir esses temas todos, reformular as nossas práticas, alimentar nossos sonhos, rever posturas e condutas e, principalmente, olhar para nós mesmos e para nossos alunos em busca daquilo que nos faça sentir orgulho do que fizemos em nossas vidas, vale o ingresso. Boa diversão e "Carpe Diem"!" (http://www.planetaeducacao.com.br/portal/artigo.asp?artigo=91) Acesso dia 25/01/2011.
Ocorreu um erro neste gadget